BRAZIL


PROGRAMAS DE MANEJO DE CARBONO DA FIBRIA

ESTUDOS DE CASO

FIBRIA CELULOSE S.A.

A Fibria inventaria seus gases de efeito estufa (GEE) desde 2005. Em 2010, tornou-se a primeira empresa florestal do mundo a integrar o manejo de carbono em toda a sua cadeia de fornecimento por meio do programa Cadeia de Fornecimento da Carbon Disclosure Project e participar do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) da bolsa de valores brasileira, BMF&BOVESPA. 

O trabalho da Fibria em relação à pegada de carbono não forneceu apenas resultados quantitativos. Também ajudou a desenvolver as melhores práticas derivadas das metodologias do Protocolo GEE e do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). 

Em sua primeira avaliação em 2008, a Fibria utilizou os mais amplos limites que poderiam identificar, desde os viveiros onde são produzidas mudas até os principais portos internacionais em que a celulose da Fibria é entregue. A empresa seguiu uma ampla compreensão sobre o que se deve considerar como emissões diretas e indiretas. O inventário de carbono tornou-se uma poderosa ferramenta de manejo e melhorou o diálogo com stakeholders, fornecedores e clientes. Os resultados até agora motivaram a empresa a desenvolver a sua influência na cadeia de fornecimento, ampliando a conscientização sobre o manejo de carbono e as mudanças climáticas em pequenas, médias e grandes empresas. Leia mais.

Palavras-chave:

Mercado de carbono / Sequestro de carbono

Aprendendo com o mundo real

O manejo responsável de plantações trouxe benefícios reais para as pessoas e a natureza. Estes estudos de caso demonstram como. 

Termo de responsabilidade: Embora a plataforma NGP reconheça os progressos no manejo de plantações apresentados nos estudos de caso, ela também reconhece que nem todos os aspectos do NGP são necessariamente utilizados nos exemplos. Para uma visão geral a respeito das práticas de manejo de plantações dos participantes, leia aqui.